Metodologias ágeis: como manter a produtividade da equipe remota

sgn 27 de abril de 2020
 Metodologias ágeis: como manter a produtividade da equipe remota

As metodologias ágeis são grandes aliadas que ajudam a superar os desafios relacionados à gestão de equipes. 

Um grande desafio da gestão de equipes, especialmente, de forma remota, é manter todos alinhados e trabalhando em prol de um mesmo objetivo. Atualmente, vivemos um momento em que o trabalho remoto deixou de ser uma escolha, mas como planejar, acompanhar e ajustar as demandas nesse modelo? As metodologias ágeis podem ser a resposta.

Essa maneira de executar projetos e fluxos de trabalho otimiza a cadeia operacional, mesmo com recursos reduzidos e abre espaço para a inovação. Ao abranger orientações e métodos distintos, contribuem para que as equipes criem soluções mais eficientes e dinâmicas, otimizando os fluxos de trabalho, melhorando a produtividade, e consequentemente, a vantagem competitiva da sua empresa. 

Conheça a metodologia ágil e as ferramentas que você pode empregar para manter a produtividade e minimizar a distância geográfica. 

O que são metodologias ageis?

No método mais tradicional de planejamento de projetos, todas as etapas são planejadas de uma única vez, e os recursos, atividades e orçamento são previstos antes do início efetivo. Gerenciar o projeto dessa forma não é errado, porém fica mais difícil lidar com as mudanças que exigem adaptações ao longo do processo, especialmente com o time em home office. 

As metodologias ágeis são uma excelente forma de solucionar isso. A partir de um conjunto de práticas, elas permitem gerenciar projetos mais adaptáveis às mudanças. O desenvolvimento é interativo e dividido em fases. Ao final de cada um desses ciclos curtos, um conjunto de funcionalidades em perfeito funcionamento é entregue. 

Um dos pressupostos das metodologias ágeis é que a condução dos projetos é feita por equipes pequenas e autogerenciáveis, facilitando a manutenção da produtividade em home office. Além disso, cada time se concentra em objetivos comuns, o que favorece o gerenciamento, a cooperação e a comunicação.  

O conceito de metodologias ágeis é relativamente novo e surgiu a partir do Manifesto Ágil. 

Manifesto Ágil: a nova era na gestão de projetos

O Manifesto Ágil foi criado por 17 desenvolvedores, que se reuniram para debater formas mais leves de desenvolvimento a partir das suas experiências. Esses experts consideravam fundamental encontrar formas de condução mais ágeis e flexíveis, o que é mais compatível com a organização das empresas atualmente, e especialmente importante para o modelo de trabalho remoto. 

Eles elencaram quatro valores imprescindíveis para a gestão de projetos adaptativos:

  1. Indivíduos e interações são mais relavantes do que processos e ferramentas, e devem ser mais valorizados;
  2. Valorizar mais o software em funcionamento do que uma documentação abrangente;
  3. Valorizar mais a colaboração com o cliente do que a negociação de contratos;
  4. Respostas às mudanças são mais importantes do que seguir um plano, por isso, devem ser mais valorizadas. 

A partir desse ponto de vista, gerenciar equipes e manter a produtividade e qualidade das entregas se torna uma tarefa mais fácil, mesmo no home office.

Vantagens das metodologias ágeis

As metodologias ágeis aumentam a eficiência dos processos internos e a produtividade da equipe, pois estão relacionadas com rápida capacidade de adaptação, antecipação e liderança frente às mudanças. No trabalho remoto, essas características são imprescindíveis para manter a motivação e a cultura colaborativa. 

Além disso, elas ainda agregam outros benefícios importantes. 

Colaboração e comunicação

As metodologias ágeis envolvem equipes menores e multidisciplinares, que trabalham em prol de um objetivo comum a todos. Isso favorece o desenvolvimento de um ambiente colaborativo e motivador, pois os membros do time costumam desenvolver uma proximidade maior que facilita o relacionamento diário. 

Além disso, essas metodologias são responsáveis por estabelecer uma boa comunicação entre todas as partes interessadas, pois demandam reuniões e conversas contínuas. Dessa forma, é possível evitar erros de interpretação e ambiguidades capazes de comprometer o resultado do projeto. Durante o período de home office, estimular isso é imprescindível para não comprometer a qualidade das entregas. As ferramentas tecnológicas possibilitam conversas e reuniões em tempo real, facilitando esse processo. 

Assertividade e qualidade do produto final

Como o foco das metodologias ágeis é na entrega de valor agregado, isso se torna mais claro e evidente para o cliente, que também é incluso em todos os ciclos do processo. Isso contribui para o alinhamento mais assertivo entre expectativas e o resultado final.

Esse desenvolvimento iterativo e incremental envolve revisões frequentes e testes de usabilidade para validar as funcionalidades. O processo de melhoria constante resulta em um produto final de qualidade superior e maior satisfação do cliente. 

Flexibilidade

Um dos princípios das metodologias ágeis é a flexibilidade às mudanças, pois elas são percebidas como algo ao qual o gerenciamento de projetos está constantemente suscetível. Assim, as mudanças são sempre atendidas de forma a gerar a valor. Nesse novo cenário de home office, contar com essa flexibilidade e capacidade de adaptação é muito valioso. 

Simplicidade

A metodologia ágil requer apenas um backlog onde constam as entregas pendentes. Isso facilita o processo de reavaliação das prioridades e identificação das mudanças necessárias. Além disso, fica mais simples para cada membro da equipe compreender as atividades que deve realizar e se autogerenciar. Isso é importante para manter a motivação e compromisso do time, principalmente quando a equipe está trabalhando remotamente. 

Principais metodologias ágeis

Implementar essas metodologias no seu negócio de forma a agregar valor para a sua equipe, aumentar a eficiência dos processos e manter a produtividade, exige que você conheça como elas se estruturam. Assim, você poderá definir quais fazem sentido para a sua empresa. 

Kanban

Essa é uma metodologia ágil muito conhecida no mercado, que possibilita o gerenciamento do fluxo de forma a facilitar a visualização de cada rotina a ser cumprida e os passos futuros. O processo envolve o uso de quadros, peças e cartões que são movimentados de acordo com o progresso das atividades. Assim, fica mais fácil identificar demandas pendentes e em execução, reduzindo o tempo gasto na revisão de rotinas, ao mesmo tempo em que confere mais agilidade ao trabalho dos colaboradores, elevando a produtividade.

Scrum

A metodologia Scrum é voltada para o planejamento e gerenciamento de projetos, podendo ser facilmente integrada a outros métodos ágeis e a sistemas e softwares. A sua base é o planejamento iterativo e incremental, e os projetos são segmentados em ciclos ou sprints, Cada sprint corresponde ao intervalo onde um conjunto de atividades deve ser realizado. Além disso, empresas que usam o Scrum realizam reuniões diárias, por isso, os feedbacks são constantes e as etapas do projeto costumam ser cumpridas com mais rapidez. 

O modelo Scrum amplia a transparência das ações internas, melhora os indicadores, reduz gargalos, flexibiliza as ações diárias e aumenta a percepção de valor por parte do cliente.

Lean

Surgida antes do manifesto ágil, a metodologia lean é considerada ágil por compreender modelos de processos enxutos com o mínimo de desperdício. O foco é evitar o desperdício de recursos, aumentar a percepção de valor do projeto e a satisfação do cliente. Ao final de cada etapa, a empresa tem uma maior certeza de que o produto ou serviço está de acordo com o combinado, evitando retrabalhos. Além disso, as prioridades são definidas com base no que é mais relevante em cada fase, otimizando os processos e a produtividade.     

SMART

A metodologia SMART é um acrônimo para: specific (precisão nos objetivos), measurable (metas mensuráveis e qualificáveis), attainable (os objetivos devem ser alcançáveis), relevant (as metas devem impactar positivamente a empresa), e time-related (cada objetivo deve ter um prazo para sua realização). Esses são os princípios da SMART, que auxiliam a empresa a desenvolver as bases necessárias para a criação de objetivos realistas, precisos e fáceis de se alcançar.

Todas essas metodologias são uma peça-chave para que a sua empresa se torne mais integrada, escalável, flexível e dinâmica. Isso é algo muito importante para manter a produtividade, motivação e eficiência da sua equipe remota. 

Você adota outras estratégias além dessas? Deixe sua dica nos comentários.