Tomada de decisão baseada em dados: como começar a aplicar?

sgn 18 de maio de 2020
 Tomada de decisão baseada em dados: como começar a aplicar?

Descubra a importância da tomada de decisão baseada em dados e o passo a passo para aplicá-la na sua empresa.

As decisões sempre fizeram parte da rotina de qualquer empresa. Tomar uma decisão é uma das grandes responsabilidades dos gestores, afinal, cada mudança tem o potencial de impactar positivamente ou trazer prejuízos para o negócio. Por isso, quando falamos sobre fazer escolhas para o bem maior da organização, a intuição não é o melhor caminho. 

No nosso dia a dia, é claro que tomamos diversas decisões com base apenas em nossas experiências. Entretanto, quando se trata de uma empresa, uma escolha errada pode ter consequências desastrosas, com impactos negativos para todo o negócio. Por isso, decisões devem ser baseadas em dados e análises criteriosas. Assim, é possível estabelecer novos objetivos para melhorar o desempenho da organização e o seu posicionamento no mercado.  

Esse processo exige uma mudança de direção, especialmente na cultura organizacional, para que toda a equipe consiga valorizar uma estratégia elaborada com base em dados. Entenda o passo a passo que deve ser seguido para começar a aplicar a tomada de decisão baseada em dados na sua empresa. 

A importância de saber tomar decisões 

No nossa rotina diária de trabalho tomamos diversas decisões. Mas isso está longe de ser uma tarefa simples, pois essas escolhas definem o destino da empresa e a direcionam rumo aos objetivos traçados. As questões emocionais, como autoconhecimento, experiência e controle emocional têm sua importância nesse processo, porém existem outros aspectos fundamentais que precisam ser considerados, os analíticos ou racionais. O equilíbrio entre o emocional e o analítico é a melhor maneira de tomar decisões a partir de dados.  

Uma escolha equivocada ou a demora para tomar uma decisão, pode trazer impactos muito negativos para o negócio. A Nokia e da Blackberry são ótimos exemplos, pois ambas demoraram para tomar decisões e fazer investimentos importantes, o que as deixou para trás em relação aos concorrentes. Nos dois casos, os gestores demoram para avaliar os novos cenários e fazer escolhas fundamentais para manter a competitividade das marcas no mercado. 

Assim, desenvolver a capacidade de tomar boas decisões com base na análise da situação, autoconfiança e conhecimento é fundamental para a saúde da organização e seu crescimento. 

Por que tomar decisões com base em dados?

Basear as decisões de uma empresa em dados, priorizando mais os aspectos analíticos do que os emocionais, é fundamental. Nas empresas que ainda não passaram pela transformação digital ou que ainda estão iniciando a implantação das ferramentas tecnológicas, a gestão costuma ser baseada mais no instinto dos gestores, o que pode retardar o crescimento ou diminuir a competitividade. 

Em determinadas situações, apenas a experiência e o conhecimento desses profissionais pode gerar resultados positivos. Entretanto, no mundo contemporâneo, onde o número de players disputando espaço no mercado cresce a cada dia, esse modelo de gerenciamento pode significar um atraso e a perda de competitividade, como aconteceu com a Nokia e a Blackberry. 

A cultura voltada a dados, portanto, é o futuro das organizações. Nesse novo cenário, as decisões serão mais assertivas e você poderá prever com mais precisão as conjunturas vindouras e os desdobramentos de cada caminho escolhido. De acordo com um estudo da BI-Survey, 62% das empresas que participaram da pesquisa desejam tratar os dados como ativos. Elas consideram o investimento na proteção e qualidade das informações algo imprescindível para melhorar a eficiência do processo de tomada de decisão.   

Esse dado demonstra que muitas empresas já compreendem a importância de criar uma cultura interna baseada em dados. Ao fazer isso, elas conseguem focar mais no cliente, minimizar custos, aumentar a agilidade e, consequentemente, elevar sua competitividade no mercado onde atuam. É claro, que para alcançar isso é necessário seguir algumas etapas para que você consiga implementar esse conceito na sua empresa. 

1. Trace uma estratégia

O primeiro passo é definir uma estratégia para o uso dos dados, identificando os principais objetivos que se deseja alcançar. Você também deve considerar o perfil do seu mercado, as tendências de consumo dos clientes, as práticas adotadas pelos concorrentes e as mudanças necessárias para aumentar o engajamento. Dessa forma, você conseguirá focar naqueles dados que realmente irão gerar valor, garantindo uma maior eficácia do seu investimento em análise de informações.  

2. Estabeleça os custos e esforços necessários

Estabelecer os custos é fundamental para avaliar se os benefícios tangíveis compensam os gastos. Os dados são um investimento importante, mas é necessário descrever o valor deles para a estratégia do negócio a longo prazo. 

Além disso, você deve pensar nos esforços necessários de toda a equipe para que o processo traga os resultados esperados. Busque envolver todos no processo de forma que eles entendam a relevância do projeto. 

3. Identifique as áreas 

Os dados chegam a sua empresa através de diversas fontes, como a interação dos consumidores com a marca, processos comerciais e internos, equipamentos utilizados no trabalho, índices de vendas, entre outros. O gestor precisa identificar e gerenciar todas essas fontes de dados para direcionar o foco para as que trazem maiores benefícios para a empresa. 

4. Escolha e colete os dados

Nessa etapa você deve fazer um levantamento de quais dados são mais importantes para alcançar os objetivo traçados no passo 1 e para suprir a demanda de informação da organização. Você deve coletar não apenas os dados internos de diversos setores, mas também dados externos, como as oscilações econômicas e tendências de consumo do seu cliente ideal. 

A tecnologia facilita muito esse processo. Os softwares de gestão e a tecnologia com Big Data ajudam na identificação dos dados mais relevantes e criam relatórios que simplificam as análises. Além disso, os dados obtidos dessa forma são mais confiáveis, conferindo maior solidez a tomada de decisões.  

5. Analise as informações

Agora que você tem os dados em mãos, é o momento de analisá-los e, a partir disso, definir suas próximas ações, o que precisa ser revisto e avaliar problemas através de uma ótica mais assertiva. Assim, você descobrirá soluções inovadoras para o seu negócio. 

Busque sempre fazer essa avaliação pensando não apenas no cenário atual, mas também no futuro. Lembre-se, as decisões de hoje geram impactos imediatos e a médio e longo prazo. 

6. Gere insights e tome decisões 

Finalmente, chegou a hora de colocar o plano de ação em prática. E você será capaz de fazer isso a partir de dados confiáveis, que lhe possibilitarão vislumbrar diversas perspectivas relevantes, a partir das quais você poderá tomar a melhor decisão para o seu negócio e desenvolver um planejamento eficiente e orientado a resultados tangíveis.

Todas essas mudanças devem ser compartilhadas com a sua equipe para que os novos projetos sejam colocados em prática. Outro ponto importante é acompanhar os indicadores de desempenho para avaliar se os resultados estão sendo atingidos. 

Como a tecnologia ajuda na tomada de decisão baseada em dados? 

As soluções tecnológicas são fundamentais em qualquer estratégia que envolva Business Intelligence. Ferramentas como os softwares de gestão, por exemplo, permitem integrar os dados das várias áreas do negócio, possibilitando uma visão panorâmica de toda a organização. Eles também geram relatórios com os indicadores quantitativos e qualitativos, e a partir da análise deles surgem insights valiosos.  

Os softwares e sistemas armazenam os dados com segurança, evitam duplicidades e aumentam a confiabilidade das informações. Isso facilita muito o trabalho dos gestores, que conseguem agregar informações confiáveis dos mais diversos setores da empresa e tomar decisões mais objetivas, transparentes, claras e assertivas. 

Na era digital, basear as suas escolhas apenas nos aspectos emocionais pode fazer com que o seu negócio seja apenas mais um dentre outros outros. Por outro lado, adotar a cultura de decisão baseada em dados pode ser o que você precisa para melhorar os seus resultados e se destacar frente a concorrência. 

Aproveite para conhecer algumas ferramentas de Business Intelligence e alavancar a sua empresa.